domingo, 14 de janeiro de 2018

Conteúdos que geram negócios e ajudam a manter os clientes

conteúdo de conversão

São 8,30 da manhã, você liga o seu computador e entra no seu leitor de emails, neste momento você constata a quantidade de propaganda e opções de vendas e compra que chegam à sua caixa de correio, no seu browser, enfim nos demais veículos de circulação de informação e publicidade.

Nos dias de hoje é habitual tomarmos logo pela manhã com uma overdose de conteúdos, e praticamente durante todo o dia recebemos ainda mais, mas como ser humano nós continuamos a ter 24 horas diárias para desfrutar da vida.

Nesse sentido, hoje é preciso escolher bem o que merece a nossa atenção, esse conteúdo que mexeu no nosso cérebro passou a ser a moeda de troca.

Essa moeda de troca nos dias de hoje, é considerada como ouro digital, que é o preço a ser pago pelo valor de um determinado conteúdo.

Nos dias de hoje, se uma pessoa abre um email ou lê um Post publicado nas redes sociais, é um indício de que esse conteúdo tem algo que interessa para essa pessoa.
Mas para que essa pessoa que leu esse conteúdo pratique uma acção, o conteúdo deve de superar as expectativas, ele deve de ir mais além da qualidade e estratégia, ele deve ser um conteúdo conversor.

As empresas para serem visualizadas na internet, elas precisam de ter algo para se destacar dos resto da comunicação emitida pela concorrência, é necessário ir mais além do que falar:
  • das características, 
  • das funcionalidades e 
  • das garantias do produto. 

Estes factores neste momento tornaram-se insignificante e com baixas expectativas, é necessário produzir conteúdos relevantes para ganhar outro ouro, a atenção do público.
O público neste momento tem um grau de exigência bastante elevado, é um público digital.
Este tipo de público quando precisa de comprar algo, quer seja um produto ou um serviço, ele pesquisa a internet de ponta  aponta.

Quando um consumidor entra numa loja para comprar um microndas, esse consumidor sabe mais que o vendedor, ele sabe todas as características, vantagens e inconvenientes das marcas, preços, descontos, serviço pós venda, etc.

Por isso quando estamos a falar de conteúdo, pretende-se enviar algo que consumidor não saiba.


Por isso mesmo o blog é uma parte importante para esta estratégia, o blog foi considerado como um diário virtual, mas hoje, o blog é uma ferramenta com um potencial de comunicação enorme entre a empresa e o consumidor, é ele que pode levar o conteúdo a ser consumido, de modo a provocar a construção de um  relacionamento consistente, porque, do outro lado da internet está o consumidor e ele é uma pessoa.

O conteúdo de conversão está directamente conectado com o relacionamento que esse conteúdo leva até às pessoas.

Se uma empresa não tiver conteúdo publicado no site ou blog que fale sobre os produtos ou serviços, a probabilidade de aparecer nos resultados de pesquisa do Google é nula.

O consumidor que tem um problema vai no máximo digitar algo relacionado com esse problema na barra de pesquisas do Google, porque ele quer encontrar uma solução para esse e é exactamente aí que os conteúdos se tornam estratégicos para que o consumidor encontre a solução através da sua empresa.

Para criar conteúdos estratégicos você deve ter o seguinte
  • Site da empresa com informação de produtos/serviços
  • Blog da empresa com conteúdos
  • Saber quem é o público alvo
  • Automação em marketing
  • Fluxos de nutrição ou aplicação de mail marketing
Todos os dias existe um mar de conteúdos que aparece no computador do consumidor, mas como ser humano, ele continua a ter apenas 24 horas diárias para viver a vida.

Então, você precisa escolher o que merece a atenção do consumidor, essa atenção passou a ser uma valiosa moeda de troca


É preciso produzir conteúdos relevantes para ganhar a atenção do seu público.

Como estruturar uma estratégia de conteúdos
Uma empresa precisa ter um site com informações sobre o negócio e ter um blog para publicar conteúdos. 

Muitas pessoas acreditam que manter perfis em redes sociais é suficiente, mas a verdade é que essas plataformas são terrenos alugados e podem mudar a qualquer momento, nem todas elas possuem formas fáceis de indexação ou organização das informações postadas, o que dificulta sua recuperação, por isso, é essencial ter um blog próprio, sob seu domínio.

Antes de publicar conteúdos é necessário entender quem é o seu público, as suas necessidades, problemas e sonhos.

Depois produzir conteúdos que visam solucionar esses problemas, por fim optimizar esses conteúdos de forma a ser um conteúdo conversor, ou seja, que o consumidor torne-se cliente, ou por outras palavras, que a sua empresa venda a solução do problema que o consumidor pesquisava.

Para 2018 pense não só em conteúdo, mas em conteúdo de conversão, faça do seu conteúdo um vendedor na sua empresa que trabalha 24 horas por dia 7 dias por semana e 365 dias por ano, sem descanso. E ainda por cima pode ser partilhado o que é mais uma ajuda. Pense nisto: Conteúdo de Conversão.


Os 4S's - SEO, SEM, SMO e SMM como aplicar


O que faz que alguns sites se destaquem no universo digital e alavancar vendas, enquanto outros sites até, ainda melhores, não têm o tráfego que eles merecem? 
Leia mais para descobrir e dê ao seu site o impulso que ele precisa.
As siglas SEO, SMO, SEM e SMM, são os termos que levam a um aumento no tráfego e, à aquisição de clientes, às vendas e em última instância, ao dinheiro fazendo parte do tema chamado Marketing Digital, estes são alguns acrônimos que você precisa saber e entender antes de mergulhar na fase de experimentação deles. 
Em termos leigos, aqui são duas maneiras de gerar tráfego , uma é através de busca orgânica (SEO) e a outra é através de pesquisa paga (SEM). 
Então, na batalha de SEO vs SEM, quem ganha? O tráfego que vem do SEO é sempre gratuito, enquanto o tráfego que vem da SEM é pago.
Mas antes de entrar nas vantagens e inconvenientes das opções Orgânica versus Paga , o ideal é entender primeiro o que é SEO e SEM, juntamente com SMO e SMM.

SEO - (Search Engine Optimization) Optimização de motores de busca
SEO trata do ranking de um site numa página de resultados do Search Engine (SERP), isto é, nos motores de busca.
A técnica de SEO é melhorar o ranking dos mecanismos de pesquisa de um site, dar-lhe mais visibilidade e, portanto, mais tráfego, ela envolve a otimização do site, adicionando as palavras-chave no título da página, meta tags, conteúdo e meta description, atualizando frequentemente o site e aumentando a velocidade na qual ele aparece on-line quer em  desktop ou dispositivo móvel.
Isto significa que se o seu site estiver otimizado de acordo com as técnicas de SEO, a possibilidade do seu site aparecer na primeira e segunda posição dos motores de busca para consultas de pesquisa relacionadas por palavras chaves são muito altas.
As diferentes técnicas de SEO que você pode usar para otimizar seu site são as seguintes
Otimização de On Page: A primeira coisa que você pode fazer em numa página web é optimizá-la para palavras-chave. Para isso a palavra chave deve ser usada no titulo do artigo, como nome do ficheiro, nas meta description e também usar de 1 a 2% do conteúdo no texto, por exemplo, um texto com 300 palavras 2% são palavras chave, ou seja o texto deve ter 6 palavras chave.
Otimização de Off Page: Esse tipo de otimização pode ser feito obtendo backlinks de outros sites relevantes. Por exemplo, você pode optimizar a sua página procurando backlinks de sites com uma classificação mais alta (DA e PA) e para garantir que o link inclua a sua palavra-chave no texto âncora. Isso traria não apenas backlinks de qualidade, e possibilidades de maior classificação.
Técnica SEO de Black Hat: Esta técnica usa estratégias que obtêm classificações mais elevadas, no entanto, são técnicas anti-éticas e não são apreciadas pelos motores de busca.
Técnicas de SEO do white hat: É o oposto exacto da técnica de SEO do Black Hat é a técnica de SEO do White Hat, uma vez que é ético e obedece a todas as regras que o Google define de tempos em tempos para Search Engine Optimization. 
Esta técnica, que consiste em optimizar os sites de acordo com as regras estabelecidas, por exemplo como fazer com que o conteúdo tenha foco no utilizador, como aumentar a velocidade de carregamento do site, tornando as páginas da web responsivas, juntamente com outras diretrizes. Esta técnica leva tempo, mas tem benefícios muito maiores do que a técnica de Black Hat SEO já terá.

SEM (Search Engine Marketing)
Estreitamente associado ao SEO, o SEM pode simplesmente ser definido como o uso do tráfego do mecanismo de pesquisa pago para obter visibilidade.
As maiores plataformas para usar o SEM são o Google AdWords e  o youtube ads.
Se você deseja inserir uma palavra chave no tráfego pago, você deve considerar todas as variáveis associadas a ele, como localização geográfica, Taxas de cliques (CTR), Custo por clique (CPC), etc.
PPC, ou pagar porclique , é uma das principais técnicas de SEM para conduzir no tráfego. Quando uma campanha PPC é iniciada, você não precisa esperar por dias para ver os resultados, porque eles ocorrem quase que imediatamente. 
Quando SEO vs SEM são comparados, com SEO você está à mercê de algoritmos e atualizações de mecanismos de pesquisa, o PPC, é uma característica do SEM que oferece mais controle.  
Ele funciona rapidamente e traz muito tráfego que não apenas aumenta a visibilidade, mas permite que você personalize seus anúncios com base em localização geográfica, hora do dia e seu orçamento. 

SMM (Social Media Marketing)
Significa promover um canal através de canais de redes sociais. Isso dá a possibilidade de acessar uma grande comunidade de redes sociais disponível em vários canais. Também inclui "Pesquisa Social paga" ou publicidade paga.
Embora a busca social paga seja semelhante à SEM, ela adiciona tendência comportamental na equação de pesquisa. A maior parte da publicidade é, no entanto, igual à SEM, onde um anunciante só paga quando um usuário clica no anúncio dele.

SMO (Social Media Optimization)
Isso significa desenvolver perfis em redes de redes sociais sobre o seu negócio ou site, de modo que os membros dessa rede possam visualizar e compartilhar a sua página social com outras pessoas. 
Por exemplo, você tem um blog, a melhor maneira de promovê-lo é criar um perfil do Facebook, Twitter, Instagram e LinkedIn e compartilhar informações relevantes com pessoas que possam estar interessadas em seu trabalho. 
Isso pode funcionar como um gateway para adquirir uma grande audiência e gerar tráfego para o seu site sem gastar um centavo. 

Uma lista de SEO vs SEM vs SMO vs SMM

SEO
SEM
SMO
SMM
Tráfego
Orgânico
Pago
Orgânico
Pago
Benefícios
Longo prazo
Termo curto
Longo prazo
Termo curto
Otimização via
Compartilhando informações relevantes
Palavras-chave e páginas web optimizadas
Apelo visual e informações relevantes
Anúncios atrativos
Plataformas
Facebook. Twitter, LinkedIn, Instagram, Snapchat
Google, Bing, Yahoo! e outros motores de busca
Google, Bing, Yahoo! e outros motores de busca
Facebook. Twitter, LinkedIn, Instagram, Snapchat

SEO VS SEM
Agora que você sabe o que os termos SEO e SEM significam, juntamente com as diferentes técnicas que se enquadram nisso. 
O resultado da batalha SEO vs SEM é bastante simples.
  • SEO tende a dar sucessos de qualidade, e classificações mais altas, mas isso pode demorar semanas ou meses. SEM, por outro lado, é rápido e tende a dar resultados imediatos.
  • SEO vs SEM pode ser simples explicado. No SEO você adiciona algo a cada dia e obtém resultados mais tarde, o SEM, por outro lado, é o resultado imediato para cada euro gasto. 
  • Na batalha de curto prazo de SEO vs SEM - SEM é o vencedor óbvio.
  • Na batalha de longo prazo de SEO vs SEM - SEO +é  ganha mãos para baixo.

Então, onde deve o seu investimento? Orgânico (SEO, SMO) ou pago (SEM, SMM)?
A resposta simples é - AMBOS.
Não resta SEO vs SEM quando você pretende optimizar o negócio. São os dois lados da mesma moeda, um exige tempo e esforço, o outro exige dinheiro, o principal é transformar o público em clientes.
Além do Black Hat SEO, todas as técnicas acima são necessárias se você deseja obter classificações mais altas num motor de busca, mais visibilidade e mais tráfego. 


sábado, 13 de janeiro de 2018

O poder dos Conteúdos para fazer face ao Facebook em 2018



Segundo o responsável pelo News Feed do Facebook, Adam Mosseri, as mudanças que acontecerão são as seguintes:

  • As páginas de empresas perderão seu alcance;
  • O tráfego por referência de páginas de empresas irá cair;
  • O tempo de visualização de vídeos postados em páginas comerciais diminuirá;

O impacto das diminuições estará directamente relacionado ao tipo de conteúdo que cada página promove e o tipo deinteracção que esse conteúdo gera.

Isso significa, que as páginas que criam conteúdo com os quais as seu público interage pouco ou raramente serão as mais afectadas nesse novo modelo de distribuição.

A ideia é que somente posts que geram interacções entre amigos e familiares sejam menos afectados, pois esse tipo de post acaba se alinhando um pouco mais ao propósito da rede social.

Se você estava a contar com as publicações na rede social mais popular do mundo como parte essencial da sua estratégia de divulgação dos seus produtos ou serviços, saiba que o vento mudou e talvez este seja o momento ideal de reajustar as velas.

Como marcas poderão se reajustar a essa mudança brusca
Já há algum tempo que se comenta no mundo digital sobre a importância de ser independente de redes sociais como marca ou empresa.

Tornar-se independente quer dizer que você não precisará mudar completamente sua estratégia sempre que uma decisão seja tomada no silicon valley.

Para isso, é necessário que você apresente-se ao seu público adequadamente em mais de uma rede social e que você considere as redes sociais apenas canais de interacção, ao invés de fazer toda estratégia de marketing digital depender deles.


Para começar a reajustar suas velas o quanto antes, considere os seguintes factores:

  1. As redes sociais são um terreno alugado:
Adianta construir um edifício inteiro em um terreno que não é seu? Provavelmente não. Por isso, é importante usar esse terreno que, apesar de alugado está em boa localização, para atrair as pessoas para o seu próprio terreno: seu site!

  1. A importância da autenticidade:
Marcas irão precisar de ser mais autênticas do que nunca, precisarão adicionar um valor real ao seu público e produzir conteúdo com originalidade.

  1. Redes sociais são para socializar mas têm poder, use-o:
Use-as para realmente se comunicar com seu público e interagir com ele, mostrar conteúdo relevante para ele e  acima de tudo gere leads e crie lista de leads, essas sim são suas, não alugadas.

  1. Use o Blog:
Use o marketing digital em geral para interagir com o seu público alvo nas redes sociais para construir alicerces concretos, com base em conteúdos reais que o seu público procura, este terreno é seu, como o blog externo ou o blog dentro do seu site.

  1. Mantenha seu blog actualizado:
Cada vez mais o blog será o primeiro ponto de contacto do seu cliente com a sua empresa, aqui começa uma relacionamento no meio digital, o conteúdo deverá superar o cliente, deste modo a primeira impressão a passar para o futuro cliente deverá ser forte.
Conclusão
Teremos mais qualidade e menos volume no Facebook.

Adequar a sua estratégia para os novos ventos e  oferecer o que seu público realmente procura quando está por lá: histórias autênticas e interacção com pessoas, é uma mais valia para o relacionamento e nutrição com o público

Produza conteúdo relevante para o seu blog voltado a esse público de acordo os interesses e desejos deles.


Por fim, construa no único terreno que é seu de verdade: o seu site, o seu blog a sua lista de contactos.

O seu próprio site sempre será seu principal canal de divulgação de seus produtos e serviços.




Optimize o site da empresa para atrair mais tráfego


atrair mais tráfego
A internet é vasta, com bilhões de pessoas compartilhando e consumindo conteúdo diariamente. 


Compartilhar conteúdo é a parte fácil de gerar tráfego, mas fazer com que as pessoas consumam esse conteúdo, essa é a parte difícil e é aí que todos os benefícios dos conteúdos residem.


Mas na vastidão da internet existem sites de empresas que não estão a receber tráfego e por isso não geram contactos no negócio e não obtêm nenhum benefício de ter o site on-line.


Em vez disso, ele simplesmente se "esconde" na internet, como se estivesse isolado de  toda a actividade empresarial que acontece a cada minuto no mundo digital, é como fosse uma árvore sem folhas morrendo em uma árida ilha deserta.


A boa notícia é que há algo que você pode fazer para evitar isso. 

Você ainda está a tempo  de reactivar o site da sua empresa para que possa cumprir a finalidade para a qual ele foi criado. 

Primeiro, comece por analisar o que está errado usando as quatro dicas abaixo. 

  • O site não possui blog da empresa
  • O site não possui uma correta implementação de SEO
  • O site não possui chamadas para ação
  • O site não é puxado pelas redes sociais

O site não possui blog da empresa
Você precisa de um blog para atrair o tráfego para o site , envolver esse tráfego no negócio e convertê-lo em vendas é o principal foco do passeio do tráfego pelo site de uma empresa.

Com um blog, você alimenta-o com conteúdo, e, redireciona-o através de links externos para o site e simultaneamente para as redes sociais, desta forma o site deverá ter uma frequência de acessos muito maior e isso também impulsiona o SEO,  aumenta a visibilidade da empresa nas redes sociais e na internet como um todo.

O site não possui uma correta implementação de SEO
A primeira página do Google é onde estão os melhores resultados do mecanismo de pesquisa. Quando o site da sua empresa "aterra" na primeira página do Google depois de uma pesquisa por uma palavra chave, essa palavra chave está a gerar muito tráfego.

Se você não entende de SEO (Search Engine Optimization) optimização de motores de busca, você deve ter a sabedoria necessária para contactar alguém que faça SEO no conteúdo para o seu site. 

SEO não é apenas sobre palavras-chave, construção de links internos e externo, meta tags, meta descrição, e assim por diante. Trata-se de entender como usá-los adequadamente para produzir o resultado desejado.

O site não possui chamadas para ação
O que você deseja que os visitantes no site da sua empresa façam?

  • Transferir em ebook gratuito? 
  • Registar-se para a sua newsletter? 
  • Comprar um produto? 
  • Compartilhar um conteúdo? 
  • Ver um vídeo? 
  • Comentar um artigo?

O site deve usar as CTA (call to action), chamadas para a ação adequadas para aquilo que você pretende, dê um empurrão ao seu tráfego para que eles possam tomar a decisão que você deseja.

O problema é que você não pode simplesmente perguntar por aquilo que o tráfego pretende, você precisa ser estratégico sobre seus CTAs

Você precisa de saber diferenciar entre os CTAs para iniciar a ação de abrir uma página e  outra de conversão para gerar receita. 

Saber quando e onde usá-los é muito importante também, uma CTA mal localizada pode afastar o seu tráfego gerado para o site.

O site não é puxado pelas redes sociais
Facebook  podem parecer um espaço de conversas de adolescentes e vinte e poucos anos de idade, mas ele é muito mais poderoso, o seu cliente está lá certamente. 

Nos dias de hoje na Internet, você não pode simplesmente fingir que as redes socias não existem. A rede social é onde bilhões de pessoas se encontram e compartilham conteúdo de várias partes do mundo, onde fazem amigos, conversam, divertem-se, então, por que não alavancar essa rede para o crescimento do seu site?


Como empresa, você deve ter uma boa presença nas redes sociais, para que seus clientes atuais e potenciais possam encontrar-se consigo lá.

Mostre seus fluxos de rede social no blog da empresa, compartilhe suas postagens de blog nas redes sociais, facilite a participação dos seus visitantes, incluindo botões sociais, e compartilhe regularmente o conteúdo do site da sua empresa em nas suas redes sociais meios de comunicação. 


A visibilidade on-line da sua empresa, que leva a geração, envolvimento e taxa de conversão depende disso.

Como aumentar do tráfego do seu site com a qualidade conteúdo?

aumentar do tráfego do seu site


Você está satisfeito com o resultado do tráfego em seu site? 

Qualquer empresa nunca está satisfeita com  o tráfego que visita o seu site, ela quer sempre mais, neste contexto as empresas devem esforçar-se para construir mais tráfego para o site, mas  nem sempre mais é melhor. 

Muitas vezes, negligenciamos qualidade em quantidade que não é uma boa escolha. 

O facto é que a qualidade deve ter preferência em relação à quantidade  e além disso a qualidade deve falar por si mesma.


Neste artigo, diremos maneiras de aumentar o tráfego de qualidade em seu site e obter taxas de conversão mais altas.

Planeie a sua estratégia de tráfego rápido
Para aparecer na primeira página do motor de busca do Google, você deve entregar algo que o Google acha que vale a pena aparecer na primeirapágina

Você precisa investir em o seu tempo e o seu dinheiro em bons conteúdos e ficar totalmente dedicado a receber os resultados desejados, pois é um investimento longo. 

Da mesma forma, você precisa planear a sua estratégia e determinar o tipo de tráfego que deseja, o seu plano deve ser dirigido ao seu  público-alvo para  aumentar o tráfego do site e converter esse público em clientes  e clientes em vendas para ganhar o retorno sobre o investimento.

Deste modo o conteúdo deve ser projectado para o Google e deve ser conteúdo que o público alvo precise, para avaliar os seus problemas, necessidades ou sonhos.


             Escolha as palavras-chave certas para aumentar o tráfego
Quando se trata de melhorar o tráfego para o seu site, o conteúdo é o rei. 

Na criação de conteúdo a primeira etapa a estudar são as palavras-chave certas, isto é, as palavras que o seu público alvo pesquisa.

Essas palavras chave correspondem às necessidades do público.

A seleção de palavras-chave direcionadas às necessidades do público  trará tráfego relevante para o site que pode ser convertido em vendas. 

Tente usar palavras-chave de cauda longa, isto é, palavras chave compostas por uma linha com 3, 4 ou 5 palavras, e repita essa palavra chave duas a três vezes no conteúdo.

             Resolva as consultas do seu público
O conteúdo que você publica tem um grande potencial para gerar tráfego intenso para o seu site se ele puder resolver os problemas e consultas dos potenciais clientes. 

Este é um desafio a fazer, se de alguma forma você não conseguir resolver o problema ou responder à consulta que o utilizador fez, você poderá não conseguir transformar esse utilizador em cliente, e pode perdê-lo. 

O conteúdo que você publica deve orientar os utilizadores, que são consumidores,  através do meio  que pode ser escrita, imagem, vídeo ou audio,  para que não haja espaço de confusão ou dúvidas e que esclareça as necessidades desses  utilizadores, isso irá criar a confiança desses utilizadores e melhorar o tráfego do site.

            Use palavras-chave de cauda longal
       Criar uma lista de palavras-chave de cauda longa, isto é, frases com 3, 4 ou 5                 palavras,  que são      relevantes,  é preferível ao usar palavras-chave únicas ou               pequenas.
Isto porque normalmente as pessoas fazem a pergunta com várias palavras, daí a constituição da palavra chave longa.

Além disso, quando se trata de estudar as palavras-chave, você deve integrar as palavras-chave no início dos títulos das páginas de conteúdo o que resultará  num bom posicionamento na primeira página do Google.

            Faça campanhas pagas pelas redes sociais
Existe uma opção de publicidade paga em quase todas as redes sociais, a promoção de conteúdos pagos permitem aumentar substancialmente o tráfego para o site.

Para isso escolha a plataforma social adequada  de acordo com seu público alvo, interesses, geografia  e orçamento, não se esqueça do título bastante persuasivo para a "DOR" do público e do link para o seu site, sem isso o tráfego não irá aterrar no site da sua empresa.

Usar campanhas ADS (pagas), irá gerar um alto volume de tráfego e ajudá-lo-á a alcançar uma posição forte no mundo digital.

      Recicle o conteúdo antigo
Uma forma eficaz de obter visibilidade é usar conteúdo relevante que foi bastante visualizado e comentado,  atualizá-lo, torná-lo mais único e voltar a publicar.

É um erro se você pensa que o conteúdo antigo não pode trazer tráfego, na verdade, o Google adora versões atualizadas e está disposto a classificá-lo o mais alto no seu ranking. 

Tudo o que você precisa fazer é modificar o seu conteúdo e publicá-lo e isso trará um resultado efetivo para o seu site.

      Resumo

Conduzir tráfego e gerar leads não é difícil, mas obter o tráfego de qualidade para o site é o que deve ser feito.

O tráfego de qualidade é considerado a principal preocupação de qualquer estratégia de posicionamento e, para alcançá-lo, você precisa de investir muito tempo e esforço para aumentar o tráfego do site, mas trará enormes vantagens e retorno financeiro.

Tendências de marketing digital para 2018

Tendências de marketing digital para 2018


O marketing digital é o caminho do futuro e o ano de 2018 deverá trazer consigo uma tremenda quantidade de inovação e evolução para as empresas. 

As novas tendências são iniciadas todos os dias no mundo digital, aqui vou mostrar  algumas tendências de marketing digital que o ajudarão a manter-se neste ano no top de visualizações das suas interfaces digitais.

 Interface Digital

 À medida que entramos numa nova era de avanços tecnológicos, tudo está cada vez mais  localizado no on-line. 

É uma tendência que você terá que seguir para garantir a sobrevivência e o progresso do seu negócio na criação e concepção de uma interface digital robusta e eficiente. 

Esta interface digital é constituída pelo website da empresa onde pode existir também websites de nicho de produtos ou serviços específicos tornando a especialização uma vantagem competitiva, um blog para criação e armazenagem de conteúdos tendo também a função direcionar para o website da empresa melhorando as técnicas de SEO (Search Engine Optimization) que significa optimização de motores de busca, e posicionamento do site no Google, as redes socias, armazenando grande parte do conteúdo que sejam artigos, ebooks, apresentações, inforgráficos, videos, video gráficos, checklist, mini cursos, etc.
 Além disso, a sua interface digital não deve complicada, o simples vai mais longe. Uma interface eficiente e direta aumentará a experiência do consumidor e potencial cliente e tornará mais provável que eles se envolvam e respondam aos seus anúncios publicitários. 
Faça uso do marketing de geolocalização
 À medida que a tecnologia móvel está aumentando, a tendência de usar referências de localização em suas estratégias de marketing também está aumentando. 

O marketing baseado na localização geográfica pode ser uma ótima maneira de enviar mensagens de publicidade totalmente relevantes para seus clientes. 

Avaliar esta tendência irá garantir que você não desperdice os recursos de marketing em pessoas que não são susceptíveis de se envolverem em negócios com você. 

Utilize o Google meu negócio e em campanhas de Google adwords ou Facebook ADS, segmente geograficamente por localidade ou código postal.

Use o Micromarketing

O Micromarketing é a estratégia de identificar as necessidades específicas do seupúblico alvo e promover anúncios de acordo com grupos específicos de pessoas para quem o anúncio é relevante.

Esses grupos específicos de audiência podem ser formados com base em suas preferências e padrões de compra, interesses gerais, demografia e ainda o geomarketing. 

O Micromarketing ajuda a reduzir a despesa em marketing tradicional e publicidade, porque é possível enviar uma quantidade menor de conteúdo publicitário para alcançar mais pessoas específicas de uma forma mais eficaz. 

Pode utilizar o micromarketing com ferramentas de redes sociais como o Facebook ADS, Google Adwords, Youtube ADS, Twiter ADS, Linkedin ADS e ainda Instagram ADS que está relacionado com o Facebook.

Anunciar ao Vivo usando o Streaming

O streaming ao vivo está ganhando impulso significativo entre as empresas de marketing. Em primeiro lugar, os vídeos, em geral, são mais eficazes do que qualquer outro meio de publicidade . 

De acordo com um estudo, o vídeo representará quase 78% do tráfego na internet até 2019. Em segundo lugar, os vídeos em transmissão ao vivo garantem mais atenção ao cliente. 

O Facebook informa que os usuários passam três vezes mais assistindo vídeos ao vivo em comparação com o conteúdo de vídeo estático. 

Use o video para divulgar as mais valias dos seus produtos ou serviços face à concorrência, 1 minuto de video é equivalente a 1,8 milhões de palavras, além disso o video cada vez mais é assistido nos dispositivos móveis.

Isto é muito importante porque você pode estar a esclarecer dúvidas dos consumidores em relação aos produtos ou serviços que comercializa em qualquer momento, em qualquer sítio, porque o consumidor leva o smartphone no bolso.

Aproveite esta mais valia, promova videos, pelas redes sociais e atraia o consumidor para o seu negócio.

Marketing de Influenciador

Influenciadores são personalidades das redes sociais que influenciam a sociedade, os Vloggers são um bom exemplo dessas pessoas. 

Estas celebridades da internet têm um enorme caudal de seguidores e fazê-los promover os seus conteúdos é sem sombra de dúvida uma excelente estratégia de marketing em 2018.

Além disso, esses influenciadores das redes sociais têm a confiança dos seus seguidores, então, se eles recomendam os seus produtos ou serviços através dos conteúdos, os seguidores vão consumir esses conteúdos e existe uma grande possibilidade de aceder ao site da empresa para efectuar uma compra ou solicitar um orçamento.

Publicidade em redes sociais

 Bilhões de pessoas estão conectadas através de diferentes plataformas de redes sociais. 
É por isso a publicidade nas redes sociais muito importante, já que o número de utilizadores nessas plataformas não mostra sinais de desaceleração.
O anúncio nas redes sociais dá acesso a uma grande quantidade de pessoas que nunca podem ser alcançadas através do marketing convencional.

Uma boa utilização das redes sociais, com um público bem estudado e segmentado as empresas podem ter contactos para vendas como nunca imaginaram. 

Saber utilizar a rede social para a actividade da empresa também deve ser pensada e estudada, existe um tipo de consumidor que usa o linkedin de forma profissional e pode não dar tanta importância ao Facebook.